sábado, 29 de janeiro de 2011

Noturno e pensamentos soltos


Tudo ...  Nada ... Sempre ... Nunca ... Querer ... Às vezes ...

Meus mundos sangrando pensamentos , gosto de vê-los tão humanos . Quem disse? Fui eu?
Os mundos que sangram são meus !

Nem sei aonde estou , se presente ou passado . Mas amanhã será sempre melhor porque sempre tive uma força que me destrói e renova , o desigual .

Tudo tem tempo de crucifixo ou de redenção , faz parte disso que chamam aqui e agora .

Incomoda-me o fato de amar tanto , tanto que o amor cresce e pune a minha consciência em remorsos de amores .

Mas quero amar mesmo em um penhasco envolvido em nada . Quero sempre... o desigual . Nada às vezes me satisfaz .Ele é a paz de se saber que fez Tudo por esse amor , pois ele se matou e quer renascer desse mesmo Nada .

(Eber Vasconcelos)

Nenhum comentário:

Seguir por Email

Pesquisar este blog

Gostou? Leia mais ...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...