domingo, 13 de junho de 2010

Confusão


Existem sempre estranhezas
Não compreendidas,
Resistem às naturezas contrárias
E não podem ser repreendidas.

Os amores que tive são estranhos,
Me torturam,pois não existem.
No entanto já existiram ou fingiram existir,
Causaram tonturas em meus sonhos.
Deve ser por que nunca tive porquê ou por quem sonhar.

Até hoje,esses amores sempre foram irreais.
A realidade nunca compreendeu-me.

Todas essas palavras se confundem e me causam dor de cabeça.
Quando interpretá-las,terei a chave dos cadeados de todas
As correntes que me mantêm paralisado.

5 comentários:

Victor Hugo disse...

Éber, esse poema, se é que tenho a liberdade de chamá-lo assim, ficou muito confuso.Mas nesse caso, essa característica foi determinante,pois foi o charme do texto e o ponto crucial para entender que na verdade, você nunca deve ter amado, de fato, alguém.Talvez não tenha amado pois não sentiu o amor ou talvez tenha amado mas não tenham te dado a oportunidade de praticar este amor. Gostei. Não sabia desse seu lado. Abraço, Vitinho

lobamenina58 disse...

São dois poemas lindos...o impossivel e o desejo, confusão...mais são poemas triste, de uma pessoa que busca um sentimento verdadeiro, talvez até tenha encontrado,mais eu senti que existe um alma e um coração acorrentado aqui, que só qdo descobrir o seu eu, o que realmente existe lá dentro de sua alma e coração e conseguir libertar esses sentimentos, verá e sentirá q o amor não é impossivel e nem confuso...Uma pessoa de coração fechado ao amor, jamais o sentirá, é preciso ser livre, é preciso acima de tudo se auto valorizar e se gostar.
Um amor verdadeiro tem que vir acrescentar os sentimentos que ja existem dentro de voce em relação a voce mesmo
Eber..adorei..beijos..Bel

Eber Vasconcelos disse...

Só hoje respondo esses comentários...
Victor com sua percepção soube bem interpretar o texto,sabe,foi o primeiro a me apoiar nesse blog,por isso tenho um carinho por esse meu amigo.
A Bel também... Sempre vendo o lado pessoal dos meus textos rssrsr.Creio que realmente o coração poderia estar fechado para o amor,o que hoje não acontece.É interessante ver como as situações mudam. Abraços.

Bruninha disse...

Muito confuso, ou no caso metafórico. vem ao caso interpretação a modo individual, cada um tem seu jeito de ver as coisas além ... a onde o olho não pode enxergar!

Eber Vasconcelos disse...

exatamente,é um texto de puro caráter de interpretação individual.

Seguir por Email

Pesquisar este blog

Gostou? Leia mais ...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...