sábado, 31 de julho de 2010

Febre

Corpo ardendo de frio,suor,arrepio.
Deitado em um leito,
Mas voando.
Cansado,descansando.

Delírios doces de realidade amarga,
Seus olhos doces fitando aos meus doentios.
Sempre você!És anjo que conforta na quase-vida.

Dor de cabeça,cansaço de te ver tão irreal.
Vertigem,todos os meus sonhos ao seu lado,
Vestígio do seu corpo acalorado,de...

Não sofras por mim.
Sua pena pode me condenar à Fraqueza.
Olhe somente...

Talvez nos encontremos depois de tudo passado.
E seja nós a cura pra doença,razão
Pra ser curado.

Vislumbre a nós...

(Eber Vasconcelos)

Nenhum comentário:

Seguir por Email

Pesquisar este blog

Gostou? Leia mais ...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...