terça-feira, 1 de março de 2011

O frio


Me apaixona o frio romântico de agora ,
Mesmo eu não podendo te aquecer .
A chuva como se a cada hora
Levasse uma alma em amor sem nenhuma delas merecer .

O amor em alma só não é tão acolhedor quanto o amor em corpo ,
Pois o amor em corpo é essa maciez quente que se tem os namorados .
O amor em alma é quase como um desentendimento .
É um querer explodir , só querer ...
Mas há os que dizem ter os dois tipos de amor (ou se mentem , ou se acreditam ) .

Duvido muito do frio ,
Duvido muito do romance .
A cada hora fria e calada mais martela sua existência em minha vida .
O destino é quem é o carrasco que não nos deixa viver uma vida só .

E meu calor só teria sentido se fosse o seu .
E esse frio lembra o quanto te amo ,
A realidade fria esconde-me de seu calor .

Pairar em sonhos e amor ...
Queria dormir todos as horas do dia pra te ter sempre .
O frio seria somente em meu corpo ,
A alma estaria em calor .

A chuva cai em você com o frio ...
Eu admiro sua beleza triste sem poder a aquecer .
A chuva cai em sua alma , que é como um rio sozinho .
Eu admiro nossa beleza triste sem poder ser suas águas .

Assim o frio passa ...

(Eber Vasconcelos)

Um comentário:

Anônimo disse...

Ameeeeeei Muito liindo *-*
poor veereh

Seguir por Email

Pesquisar este blog

Gostou? Leia mais ...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...